quinta-feira, 26 de agosto de 2010

POEMA_Bem ao alcance das mãos

Bueno, aqui trago uma música linda enviada por meu grande amigo Joel de Freitas Paulo!!!
Escutem seu programa na rádio Marajá AM http://www.radiomaraja.com/

BEM AO ALCANCE DAS MÃOS



Aquela mão que parteja,
trazendo a cria pra o mundo,
por mais cruel que isto seja: Mata num corte profundo.
A rês conhece de perto,
o revés da própria sorte,
que o campo dita, por certo, um ritual de vida e morte!

Aquela mão que afaga
sobre o ventre da xirúa,
empunha lança e adaga e da luta não recua.
Movida pela ternura
e por gestos mais bravios,
pode ser brisa em candura ou correnteza dos rios.

Aquela mão que desquina,
depois trança tento a tento,
agarra firme nas crinas e o mango mostra o intento.
São as diferentes formas
de manusear no ofício
pois, dependendo das normas requer algum sacrifício.

Aquela mão que aperta
a mão de um grande amigo,
puxa pra si a coberta e o deixa no desabrigo.
Velha mania dos homens,
de um egoísmo intrigante:
se “nas casa” não há fome, pouco importa o semelhante!

Aquela mão que é infância
e, nos brinquedos se embasa,
com o bodoque da arrogância finda um passeio de asas.
Hay mãos fiéis em sua crença
fazendo o sinal da cruz
mas, que executam sentenças que ao fratricídio conduz!

Aquela mão que assina
compromissos no papel,
nega o adeus e descrimina quem bebe goles de céu.
As mãos é um par de avios
de jeito manso ou feroz ,
que às vezes eleva os brios e noutras forja um algoz.
.
JOEL DE FREITAS PAULO
.
SOBRE O AUTOR:
Poeta, compositor e radialista, natural de Rosário do Sul possui diversas composições gravadas em cds de festivais no estado dentre suas premiações destacam-se:

1º LUGAR NA 17ª GAUDERIADA DE ROSARIO DO SUL

1º LUGAR NO 11º CARIJO DA CANÇÃO DE PALMEIRA DAS MISSÕES

1º LUGAR NA 4ª SENTINELA DA CANÇÃO DE CAÇAPAVA DO SUL

2º LUGAR NA 13ª GAUDERIADA E NA 17ª GUYANUBA DE SAPUCAIA DO SUL

3º LUGAR NA 15ª GAUDERIADA

MELHOR POESIA NO 11º CARIJO E NA 4ª SENTINELA

MELHOR TEMA CAMPEIRO NO 11º CARIJO E NA 22ª GAUDERIADA

MUSICA MAIS POPULAR NA 17ª, 24ª E 27ª GAUDERIADA DE ROSÁRIO DO SUL.

Produtor e apresentador dos programas: CHASQUES E CANTIGAS, RONDA NATIVA E PELOS DOMINGOS 1º e 2º APARTES PELA RÁDIO MARAJÁ AM DE ROSÁRIO DO SUL.

Possui trabalhos gravados por nomes como CESAR PASSARINHO, JOÃO DE ALMEIDA NETO, ERACI ROCHA, JOÃO QUINTANA VIEIRA, JOCA MARTINS, ROBERTO LUÇARDO, ROBLEDO MARTINS, JAIRO LAMBARI FERNANDES, JORGE FREITAS, CRISTIANO QUEVEDO, JULIANO MORENO, NILTON FERREIRA dentre outros .

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

POEMA_Morena flor

Essa é mais uma música mandada por meu amigo Marquinho Vanzin, de seu grupo Gauderiaço!
.
Escutem a rádio dele:
http://www.gauderiafm.com.br/
.
MORENA FLOR


Quando o brilho de uma estrela
Reflete a luz do teu olhar
Um encontro de encanto e magia
Estampado ao você passar
Teu cheiro de flores e amores
Me sufoca o coração
Meu peito repleto de sonhos
Bate forte de emoção

Prenda
Pra ti é meu canto
Diz que é só meu teu coração
Enche de paz e de ternura
Foi pra você que eu fiz essa canção

Ao sentir meus pensamentos
Faço deles melodias
E o verso mais belo foi feito

Pensando em ti guria

Chinoca do campo e das flores
Tua beleza não tem fim
Eu quero teu corpo moreno
Vivendo junto de mim

.

Marquinho Vanzin
.

SOBRE O AUTOR:
GRUPOGAUDERIAÇO
Lagoa Vermelha/ RS- A Música Gaúcha em Primeiro
LugarCNPJ: 94.982.766/0001-62
Rua: Demetrio Dias de Moraes, 725
Centro CEP 95300 000Fones: 054 3358 8128
Cel - 054 9986 7411
E-mail: grupogauderiaco@grupogauderiaco.com.br
MSN: marcovanzin@hotmail.com
Site: www.grupogauderiaco.com.br

Grupo Gauderiaço

A Música Gaúcha em Primeiro Lugar Lagoa Vermelha sempre teve à flor da pele a cultura gaúcha e as lides campeiras do gaúcho rural e é conhecida nacionalmente pelos eventos culturais que realiza. Neste cenário propício surgiram grandes entidades tradicionalistas e gaiteiros de apurada técnica. No rastro desses gaiteiros famosos surgiu o GRUPO GAUDERIAÇO que tem, na sua essência, a música "campeira-fandangueira" dos Campos de Cima da Serra e traz para o público nossos trabalhos ( "Sina de Domador" , "Fandango de Galpão“ e “Campeiro e Fandangueiro”) e ao correr da cancha, sorvendo um mate topetudo, se apresentam para o "aparte" vaneiras, chamamés, milongas, xotes,bugios, preservando os ritmos autênticos que caracterizam o verdadeiro fandango de galpão.“CAMPEIRO E FANDANGUEIRO” é o terceiro trabalho do Grupo Gauderiaço, que cumpre a sina de contar e cantar as coisas do pago, e tráz a alegria estampada “Nos Bailes da Canduca”, a firmeza do serviço nas “Obrigações Campesinas”, o romantismo singelo da “Morena Flor”, a saudade da “Última Flor do Rancho” marcando sulcos na alma gaúcha e conta “Uma História no Pago”, pelo trotear de tantos rumos. Assim, de forma simples, apresentamos composições que dizem um pouco do gaúcho, das ânsias de um “Guri Campeiro”, da galhardia de uma “Gineteada”, da alegria irmanada “Dançando Rancheira” e “Campeando o Que Vale a Pena” no repique da vaneira.O Grupo Gauderiaço apresenta também uma estrutura consistente em som e iluminação para desenvolver seu trabalho musical dentro do mais qualificado profissionalismo, tendo junto músicos da mais alta qualidade profissional que preservam a autenticidade da cultura gaúcha, trazendo para seus bailes uma pegada alegre e com muita vibração, levando muita alegria aos lugares por onde passamos, seja eles os CTGs, Clubes ou Casas de bailes.O Grupo com seis anos de fundação pois iniciou no ano de 2003, já percorreu vários Estados Brasileiros, entre eles RS, SC ,PR, TO, GO e Brasilia/DF.E neste tranco fandangueiro prosseguimos a caminhada animando fandangos por todos os rincões do pago. E que DEUS nos abençoe.
Lagoa Vermelha/RS
Marco Antonio Vanzin Soares
Grupo Gauderiaço

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Roda de ensaio na Inter Regional_Venâncio Aires

E tava bem lindo aquilo...

Flávio Mendez, Marcel Cardoso, Alci Vieira Junior e Maicon Gonzalez
(e eu sentada no canteiro escutando...hehehe)
.
No mais tem aqui alguns momentos da viajem...

Carro na ida pra Venâncio...

E os caronas...hehehehehe

Beijinho lá em Venâncio...
Mais um ensaio...

Eu e a Josi vendo as apresentações...

E teve muita dança...

Alguns grandes músicos que estavam por lá...

E o sol indo...
E tava bem bueno lá...mais uma viajem pra ficar pra minha história...

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

POEMA_Prenda guria

Essa música quem me mandou foi meu amigo Marquinho Vanzin, de seu grupo Gauderiaço!
.
Escutem a rádio dele: http://www.gauderiafm.com.br/

PRENDA GURIA




Quando os olhos se encharcam
Com as lágrimas do amor
Inundam de esperança
O coração de um cantor
São lamentos de um poeta
Ao expor seus pensamentos
Que em versos apaixonados
Canta em prosa os sentimentos


Mas o verso é singelo
Tem encanto e magia
Foi feito pra ela
Minha prenda guria
Vem ouvir meu cantar
Que fala de um amor
Cada verso que eu canto
É pra ti minha flor


Escuta no meu cantar
Devaneios do pensamento
Que rimam o canto dos grilos
Com o assovio do vento
Assim te vejo tão bela
Numa noite enluarada
Teus lindos cabelos longos
A bailar minha amada



Marquinho Vanzin

.
.
SOBRE O AUTOR:

GRUPO
GAUDERIAÇO Lagoa Vermelha/ RS- A Música Gaúcha em Primeiro Lugar
CNPJ: 94.982.766/0001-62 Rua: Demetrio Dias de Moraes, 725 Centro CEP 95300 000
Fones: 054 3358 8128 Cel - 054 9986 7411
E-mail:
grupogauderiaco@grupogauderiaco.com.br
MSN:
marcovanzin@hotmail.com
Site:
www.grupogauderiaco.com.br

Grupo Gauderiaço

A Música Gaúcha em Primeiro Lugar Lagoa Vermelha sempre teve à flor da pele a cultura gaúcha e as lides campeiras do gaúcho rural e é conhecida nacionalmente pelos eventos culturais que realiza. Neste cenário propício surgiram grandes entidades tradicionalistas e gaiteiros de apurada técnica. No rastro desses gaiteiros famosos surgiu o GRUPO GAUDERIAÇO que tem, na sua essência, a música "campeira-fandangueira" dos Campos de Cima da Serra e traz para o público nossos trabalhos ( "Sina de Domador" , "Fandango de Galpão“ e “Campeiro e Fandangueiro”) e ao correr da cancha, sorvendo um mate topetudo, se apresentam para o "aparte" vaneiras, chamamés, milongas, xotes,bugios, preservando os ritmos autênticos que caracterizam o verdadeiro fandango de galpão.
“CAMPEIRO E FANDANGUEIRO” é o terceiro trabalho do Grupo Gauderiaço, que cumpre a sina de contar e cantar as coisas do pago, e tráz a alegria estampada “Nos Bailes da Canduca”, a firmeza do serviço nas “Obrigações Campesinas”, o romantismo singelo da “Morena Flor”, a saudade da “Última Flor do Rancho” marcando sulcos na alma gaúcha e conta “Uma História no Pago”, pelo trotear de tantos rumos. Assim, de forma simples, apresentamos composições que dizem um pouco do gaúcho, das ânsias de um “Guri Campeiro”, da galhardia de uma “Gineteada”, da alegria irmanada “Dançando Rancheira” e “Campeando o Que Vale a Pena” no repique da vaneira.
O Grupo Gauderiaço apresenta também uma estrutura consistente em som e iluminação para desenvolver seu trabalho musical dentro do mais qualificado profissionalismo, tendo junto músicos da mais alta qualidade profissional que preservam a autenticidade da cultura gaúcha, trazendo para seus bailes uma pegada alegre e com muita vibração, levando muita alegria aos lugares por onde passamos, seja eles os CTGs, Clubes ou Casas de bailes.
O Grupo com seis anos de fundação pois iniciou no ano de 2003, já percorreu vários Estados Brasileiros, entre eles RS, SC ,PR, TO, GO e Brasilia/DF.
E neste tranco fandangueiro prosseguimos a caminhada animando fandangos por todos os rincões do pago. E que DEUS nos abençoe.
Lagoa Vermelha/RS
Marco Antonio Vanzin Soares
Grupo Gauderiaço

sábado, 14 de agosto de 2010

LETRA_Bailanta gaúcha

Bailanta gaúcha
.
Começou o alvoroço da indiada na frente
Como chega gente pra festa dançar
Tem prenda bonita cheirosa e ageitada
E a indiada se agita antes de começar
Palanqueado na copa preparando a mente
Só esperando a hora pra trova atracá
A gelada rolando, e a peonada olhando
As muié desfilando pra lá e pra ca
A gaita roncou sapucay se ouviu
Todo o povo reuniu pra dançar a vaneira
Bailanta ageitada tem show dos campeiros
E baile fandangueiro ate clarear o dia
Bailanta gaucha das buenas
Não se encontra em qualquer
Show de um cantor dos campeiros
E baile fandangueiro ate clarear o dia

A moçada afogando as magoas da vida
É parceira a bebida pra esquecer alguem
Numa festa animada com gente bonita
Os corações palpitam entre olhares que vem
A peonada esperta sabe do que digo
As coisas só se aprumam depois de um bailado
Coisa boa é dançar de pescoço tramado
Eu com a prenda e o trago não falta mais nada
.
.
Letra e Música: Alci Vieira Junior
Registro : BRTMP1000605
.
SOBRE O AUTOR:
Alci é natural de Pelotas, onde atua desde 2000 como: gaiteiro, cantor, compositor e arranjador musical. Premiado em vários concursos musicais e participa de festivais nativista pelo estado do Rio Grande do Sul. Apresentou-se em alguns estados brasileiros, como em Minas Gerais e Paraná. Participou do IV Encuentro Internacional de Cultura e Folklore de Concepción – Chile em janeiro de 2008, com a Centenária União Gaúcha João Simões Lopes Neto. Atualmente Alci Vieira Junior dedica-se em sua carreira solo, apresentando músicas próprias, e interpretações de músicas nativas da região sul do estado, no qual prepara repertório para seu CD. Agregando sempre em suas apresentações, músicas próprias e/ou em parceria, e músicas de outros compositores, que relatem em poesia e canção o sentimento do artista.
Links
• Facebook: www.facebook.com/profile.php?id=100001197210138#!/profile.php?id=100001248493441
• Orkut:
www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=mp&uid=15181855675291872806
• Youtube:
http://www.youtube.com/watch?v=-PSZqNYsLYQ
Contatos
Fone: (53)91247710
E-mail e Messenger: jrgaiteiro@msn.com

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

POEMA_Faz voar um passarinho

Faz voar um passarinho


Queria voltar no tempo pra te ouvir cantar
As lindas melodias que sempre hei de lembrar
Faz chorar calado um coração
Com lágrimas que molham a recordação
.
Seu dilema era cantar pra espantar a solidão
Sua voz mudou o mundo dentro da imaginação
Seguindo sem olhar pra trás
Ganhou asas com o vento em busca de sua paz
.
Faz voar um passarinho rumo ao mundo do infinito
Por mais que tenha nos dito
Que eu nunca saia daqui
Levo junto as canções que conquistaram multidões
E a lembrança da tua alma
Como sonho de um guri, como sonho de um guri
.
“Voa alto Pássaro do Mundo
Por mais que o tempo judie nossa lembrança
Pois saiba que em cada galpão de estância
Estará sempre viva a tua alma”
.
.
.
Letra e Música – Luidhi Moro Müller
.
SOBRE O AUTOR:
Luidhi Moro Müller nascido em Porto Alegre e criado em Caxias do Sul na serra rio-grandense onde desde a infância foi ligado a música nativista por influência de seu avô que sempre incentivou para que fosse um músico instrumentista de mão cheia...
No decorrer do tempo aprendeu a tocar gaita ponto com 6 anos de idade e hoje se resume como principal mérito em atual campeão do rodeio internacional de Vacaria pelo seu esforço e dedicação...
Como cantor veio do sangue de família Müller que os tios participavam do famoso FEGART e incentivaram para que os frutos viessem da mesma forma como foram brotados, cantores e compositores...
No ano de 2009, Luidhi escreveu sua primeira composição em homenagem ao cantor César Passarinho que mesmo não o conhecendo em vida tem o apreço eterno pelas suas composições e interpretações da verdadeira música nativista e assim hoje, canta com o coração e pelo amor a nossa música Nativista que estará lançando seu primeiro disco no final desse ano de 2010 cujo título “Lavando a Alma em Canções”, para que todos possam ouvir o verdadeiro som que faz parte do nosso Rio Grande gaúcho.

( Luidhi Moro Müller)

SOS_CACHORRINHOS PARA ADOTAR EM PELOTAS

BUENAS GENTE!!!

AQUI TENHOS AS FOTOS DESSES 3 FILHOTINHOS E SUA MAMÃE!!!

TODOS PRECISAM DE UM LAR, ESTÃO AQUI EM PELOTAS, RECEBENDO CUIDADOS DO PESSOAL DA CENTENÁRIA UNIÃO GAÚCHA, E É NO PRÓPRIO CTG QUE ESTÃO SE ABRIGANDO.
A CADELINHA É UM AMOR, ASSIM COMO SEUS BEBÊS!!!




ENTREM EM CONTATO AQUI PELO BLOG OU POR MEUS ORKUTS E FACEBOOKS CUJOS ENDEREÇOS ESTÃO AQUI NO BLOG!

CABANHA SANTA JHULIA

Visitando minha amiga Rosângela!!!
CABANHA SANTA JHULIA (RIO GRANDE/RS)

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

CHEGOU O CD PROMOCIONAL ''BAILANTA GAÚCHA'' - ALCI VIEIRA JÚNIOR


CHEGOUU CD PROMOCIONAL - BAILANTA GAÚCHA
CAMPANHA!!!!!
"PEÇA BAILANTA GAÚCHA NAS RÁDIOS"!!!!

Maus tratos em Pelotas_ALERTA

SÓ QUERIA DAR O SEGUINTE ALERTA!
.
.
.
MUITOS CARROÇEIROS DA CIDADE DE PELOTAS ESTÃO COMETENDO A ATROCIDADE DE FORÇAR SEUS CAVALOS A TRABALHAR DURANTE 12 HORAS NO TURNO DO DIA, E AO TERMINAR A JORNADA DE TRABALHO COM ESSES POBRES ANIMAIS VÃO DESCANSAR EM SUAS CASAS E OS ''ALUGAM'' PARA OUTROS CARROÇEIROS QUE NOVAMENTE FORÇAM TAIS CAVALOS JÁ EXAUSTOS PELO DIA DE TRABALHO INTENSO A TRABALHAR MADRUGADA A FORA.
E NA MANHÃ SEGUINTE TAL CICLO DE CRUELDADE TEM INICIO NOVAMENTE, OU SEJA, TAIS ANIMAIS VEM MORRENDO DE EXAUSTÃO DEVIDO AO TRABALHO SEM NENHUM DESCANSO ATÉ O FIM DE SUAS FORÇAS!
A IGNORÂNCIA DESSES CRIMINOSOS NÃO JUSTIFICA O GRAVE E CRUEL CRIME Q ESTÃO COMETENDO!!!

DENUNCIE!!!!




A PRINCESA ISABEL LIBERTOU SEUS ESCRAVOS. E QUANDO A PRINCESA DO SUL VAI
LIBERTAR OS SEUS?


sábado, 7 de agosto de 2010

DENUNCIE OS MAUS TRATOS!!!!


NÃO SE TEM MUITO OQUE FALAR...SIMPLESMENTE NÃO COMETA ESSA CRIME PELA OMISSÃO DE NÃO FAZER NADA!
.
.
A PRINCESA ISABEL LIBERTOU SEUS ESCRAVOS. E QUANDO A PRINCESA DO SUL VAI LIBERTAR OS SEUS?

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

CRÔNICA_Cães e mendigos

Tomo a liberdade de "roubar" do site Amigos de Pelotas e do Funções animais a bela crônica abaixo. LEIAM!!!
Manoel Magalhães
Da equipe do Amigos
Como gosto muito de caminhar - de preferência muito cedo, percebo que os moradores de rua, nos últimos anos, aumentaram consideravelmente em Pelotas. Amanhecem sob as marquises, nos vãos das portas ainda não gradeadas, via de regra na companhia de seus guardiões, os cachorros.
Chega a ser comovente a forma como velam o sono dos mendigos, de todos os sexos e idades. À frente do Campo do Esporte Clube Pelotas, na Avenida Bento Gonçalves, abaixo do portão central, cinco ou seis moradores de ruas se aninham, aquecendo-se como podem, buscando no sono a libertação de suas amarguras cotidianas. Em derredor os cachorros, de todos os tamanhos, vigilantes, dormindo ou catando pulgas.
Por isso sou obrigado a reconhecer que são, realmente, os melhores amigos do homem, pois aceitam a miséria que lhes é imposta para permanecer na companhia de seus donos, que não pode lhes dar nada, exceto carinho. Às vezes paro para observar-lhes o olhar, do qual pinga mel de tanto veneração que têm pelas almas errantes que, dia após dia, seguem pelas ruas da cidade na dolorosa faina de sobreviver num mundo cada vez mais duro e excludente.
Dias atrás, tomando café no Aquário, vi adentrar um desses anônimos que vagabundeiam pela cidade, dirigindo-se à caixa. Enfiou esquálida mão no bolso, do qual emergiu amassadas notas. Pagou o direito de tomar um cafezinho como todo mundo, acotovelando-se no balcão.
Claro que se abriu ao seu redor um clarão, pois seu cheiro, digamos, não era dos mais atraentes. Chegada sua vez, serviram-lhe o cafezinho. Em vez de tomar, pegou a xicrinha e, com desenvoltura, levou-a a rua. Foi em direção à Caixa Econômica, onde, sentado no chão, costas à parede, esperava seu companheiro, retinto negro de olhar esfaimado, com a perna direita enfaixada.
Estendeu-lhe a xícara, que foi pega por hesitante e trêmula mão. À volta, claro, quatro ou cinco cães, línguas de fora, esperando o desenrolar da história. O negro tomou o cafezinho lentamente, sorrindo satisfeito, entregando depois a xícara vazia ao seu companheiro de infortúnio, que girou sob os calcanhares e foi em direção ao Café.
Deixou a xícara no balcão e, tranqüilo e sorridente, abandonou o recinto, dirigindo-se na direção do amigo, ajudando-o a erguer-se. Seguiram manquejando pela Sete de Setembro em direção à Anchieta. Os cães, alegres, seguiram-lhes os passos. Logo desapareceram na esquina.
Fiquei parado na porta do Café, aturdido diante do gesto de grandeza que presenciara. Segui depois em direção à Praça Coronel Pedro Osório com sensação de solidão, querendo, talvez, a companhia de um cão pulguento e sarnoso, e, de quebra, alguém com o coração generoso a seguir-me os passos, mesmo em demanda do abismo.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

POEMA_Florir das açucenas

Florir Das Açucenas

Em teu olhar o azul do céu.
Riso de jardim florido.
Tenho ganas de ser vento,
Pra acariciar teu vestido.

Tenho ânsias veraneiras,
Em teus lábios de pitanga;
De ser água cristalina
A te banhar lá na sanga.

Quisera eu ser o sol
No florir das açucenas,
Para bronzear lentamente
Todo teu corpo, morena.

Quisera eu ser poesia
Sussurrando em teu ouvido,
Para sentir a alegria
Em teu coração comovido.

Se o destino assim quiser
Posso ser um passarinho
Para te acordar mulher,
No aconchego do ninho.

Por isso pra ti eu canto
E na noite acendo um clarão!
Amor é cerne queimando
No fogo desta paixão.


Ramiro Amorim
.
.
Essa é uma das músicas do CD dos guris do QUARTETO CORAÇÃO DE POTRO, são de Lages. Os componentes são: Indio Ribeiro, Vitor Amorim, Kiko Goulart e Michel Martins. São três violões, um guitarrón e muito talento!!!
.
.
CONTATOS:
Fones: 049 9972 71 91 falar com Michel

CRACK...tire essa pedra do seu caminho!


POEMA_Tropeiro e domador

TROPEIRO E DOMADOR




EU FUI CONTRATADO POR UMA ESTÂNCIA AFAMADA
PRA DOMAR ALGUNS POTROS E LIDAR COM A BOIADA
COM OS PINGOS ENCILHADOS E A GADARIA MARCADA
JÁ SAIO NA PORTEIRA EM UMA GRANDE TROPIADA

VOU SAINDO AO DESPACITO DEIXANDO RASTROS NO CAMINHO
LEVANDO JUNTO COMIGO AQUELES POTROS MALINO
PRA SEREM DOMADOS COM CALMA E COM JEITO
POIS O CAVALO É O AMIGO DO HOMEM CAMPEIRO

SOU TROPEIRO E DOMADOR COM MUITA DEVOÇÃO
E TRAGO EM MINHAS VEIAS O AMOR POR ESTE CHÃO
A HERANÇA QUE CARREGO DENTRO DO MEU CORAÇÃO
É LIDAR COM A GADARIA PELOS CAMPOS DO RINCÃO

A MANHÃ VAI SE FINDANDO E VAI CHEGANDO O MEIO DIA
NA SOMBRA DO ARVOREDO DOU DESCANÇO PRA GADARIA
APÓS UM CHURRASCO GORDO E AQUELE MATE DOS BUENO
JÁ ENCILHO UM DOS POTROS QUE EU TROUXE D’ACABRESTO

VOU CHEGANDO OU DESTINO COM A TROPA ESTENDIDA
ENTREGANDO PRO PATRÃO OS POTROS E A GADARIA
E ASSIM TERMINA A LIDA DE DOMA E TROPIADA
DEIXANDO CAVALO MANÇO SEM DEIXAR BOI NA ESTRADA




Airton Bueno




SOBRE O AUTOR:


Meu amigo Airton Bueno, nasceu na cidade de Dom Pedrito, atualmente mora na cidade de Caxias do Sul.Aos 13 anos de idade, fez suas primeiras aulas de violão na escola de musica Instituto Artístico Carlos Gomes.Participou de vários festivais, nas cidades de Candiota, Dom Pedrito,Bagé, Santana do Livramento, entre outras.
Atualmente esta na elaboração do seu novo projeto a gravação e produção do seu 1º trabalho solo entitulado
' NO ESTILO DA FRONTEIRA"

As letras e músicas de seu novo CD são todas de sua autoria.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

POEMA_No topo dos pensamentos

No topo dos pensamentos





Sonhei que um dia havia te perdido

Era o mais forte pesadelo que já tive

Foi o sonho mais demorado que custei acordar

Ao derramar prantos tive a certeza

Que jamais vou te esquecer

Se algum dia não tornar a vê-la

Me deparei aos prantos com meus sentimentos

Que sussurrou versos pra um dia ofertar

A mais linda prenda que pude encontrar
No topo de teus pensamentos

É o lugar que eu sonho ficar

No mesmo lugar que em mim estás
No topo ... no topo

É onde é o teu lugar ,

é tambem onde sempre desejo ficar!!!



ALCI VIEIRA JUNIOR




Esse poema lindo foi o amor da minha vida que fez para mim...só posso dizer que ele é meu tudo...um ser especial e perfeito que Deus me mandou!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

POEMA_Morena

E aqui temos mais um poema de meu querido amigo Victor Al Colombo...




Morena...


Com teu sorriso de lua
Alma nativa e charrua
Jeito de quem sente um amor
Assim com ar de primavera
E é quando a tarde se encerra
Que sinto teu beijo, ó linda flor

Morena...

Com olhar de estrela d´alva
Te guardo com amor na minh`alma
E vendo a xirua mais linda
Eu já havia compreendido
Que o verdadeiro sentido
Era te amar pra toda a vida

E mirando o crepúsculo na pampa
A paixão por matreira descampa
Assim tão bela quanto a açucena
Uma milonga ao som do violão
Em contraponto com o coração
Só acaba quando te encontra...
MORENA!





Victor Al Colombo




Sobre o autor:Estudante de música residente em Lages/SC, cujas inspirações pra compor, segundo ele, são voltadas para coxilha rica, lidas campeiras e alguns romances que teve.É uma pessoa simples, parceira e muito querida em Lages.Msn:colombojoga10@hotmail.comOrkut:http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=as&uid=14258395207857360855

Mate no laranjal...

Eita coisa buena um mate no fim da tarde às márgens da nossa boa e velha lagoa...




...fotos de domingo, dia 1 de agosto de 2010.

domingo, 1 de agosto de 2010

Algumas fotos panorâmicas...

Cada foto dessas tem um pouco de mim, pois são simplesmente a memória de meus olhos em distintos momentos de minha vida...

.

PRAIA DO LARANJAL

Impossivel seria contar as vezes em que passei minhas tardes e noites nesse lugar, tantos foram os mates regados ao vento da ''Laguna dos Patos''...

.

RIO SÃO GONÇALO

Essa foto foi tirada do nosso bom e velho ''quadrado'', local onde tantos pelotenses, assim como eu, passam belas tardes mateando e jogando conversa fora com a ponte de Rio Grande ao horizonte...local que muito representa para mim, visto que foi onde iniciou minha história de amor...
.

ESTRADA DE TERRA EM CANGUÇU...

Nela caminhei por alguns minutos de um lindo dia, é um lugar onde se pode sentir ares, luz do sol e sensações diferentes...a melancolia daquele senhor que caminha mais ao longe toca qualquer alma...
.
PEQUENA PLANTAÇÃO EM CANGUÇU...

É uma das tocantes vistas que se pode ter da estrada de terra fotografada acima...o azul vivo do céu e a luz insistente do sol nas nuvens é perfeitamente refletida no pequeno açude...
.
RIO GUAÍBA VISTO DO GASÔMETRO...
Foi um dia muito especial, com um lindo pôr-do-sol e vento leve e morno...embora o dia sendo de inverno...
Bueno...é isso...lugares que lavaram e lavam minha alma...